IRENE GUERRIERO (n.1964, Brasil), vive e trabalha em São Paulo.

 

 

 Graduada em Artes Plásticas pela FAAP- Fundação Armando Álvares Penteado, em 1988. Participou do grupo de acompanhamento de projetos do Hermes Artes Visuais de janeiro a maio de 2020 e fez o curso Pintura, Prática e Reflexão com Paulo Pasta no primeiro semestre de 2021. É representada pela Lona Galeria de Arte.

Minha poética é centrada na pesquisa de relações cromáticas e compositivas entre formas orgânicas derivadas da natureza. Ao observar a evolução da vida das plantas, vou colecionando formas mentalmente. Não busco a representação – as formas vão sendo criadas em resposta às questões que emergem do diálogo com a superfície do trabalho, usando a intuição como lanterna. Não há um mapa predeterminado, tudo vai acontecendo durante o processo.

As cores fortes e puras dos anos 1960, assim como a estética da música, especialmente Beatles, Tropicália, TV e cinema foram estímulos na infância e formaram meu repertório visual, corporificado na pintura e na colagem. O recorte funciona como delimitação de campos e domesticação da composição. Se nos papeis uso a tesoura, na pintura é o pincel que recorta com sobreposições de camadas, criando espaços de cor.

Diante das incertezas do mundo, da iminência de uma crise climática irreversível, o trabalho é uma forma de contraponto ao mundo real e virtual, turbulento, apressado e poluído, uma proposta de reflexão introspectiva.

 

 

Em 2021 participa da exposição Caderno de Artista no Anexo da Lona Galeria, da exposição Laboratório de Campanha na Lona Galeria, do projeto da Lona Galeria Interações 4 para SP-Arte, da 18° edição do programa de exposições do MARP- Museu de Arte de Ribeirão Preto. Em 2020 participou da exposição Ressetar no Museu da Diversidade Sexual em São Paulo, da Sección Planta, Hermes Artes Visuais, Ch.ACO, Santiago do Chile, da Exposição online internacional Casulo(Capullo/Coccon) Confluências de Arte, da Penitência– exposição online para SP-Arte e da exposição Quase Fim no anexo da Lona Galeria. Em 2019 participou da exposição do acervo na Lona Galeria e Dá Pra Levar no Anexo Lona. Em 2018 participou da Artbox Projects New York 1.0 e da Coletiva Eixo Contemporâneo na Fabrica Bhering no Rio de Janeiro. Em 2017, participou da Spanic Heritage na Pfizer  em Nova York, NY- EUA. Em 2016 executou o projeto do painel permanente em edifício tombado (Nigri Plaza) no Rio de Janeiro, entre outras exposições coletivas.

Seu trabalho faz parte da coleção do Museu da Diversidade Sexual em São Paulo-SP.

Também está em coleções particulares na Alemanha, Argentina, Canadá, Croácia, El Salvador, Escócia, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, México, Suiça, Taiwan e Ucrânia.

 

 

       

 

 

 

           

   

  

   

            

               

 

 

 

ons in Germany, Argentina, Canada, China, Croatia, El Salvador, Scotland, United States, France, England, Italy, Mexico, Switzerland, Taiwan and Ukraine.